Banho em excesso faz mal?

Banho em excesso faz mal?

De quanto em quanto tempo devo dar banho no meu cachorro?

Uma pergunta muito realizada dentro do consultório médico veterinário é de quanto em quanto tempo devemos dar banhos nos nosso pets. Essa pergunta deve ser respondida com base em um contexto. Animais com alterações na pele, muitas vezes, devem tomar banhos uma vez por semana, ou até mais frequentemente, de acordo com a indicação do médico veterinário e da substância contida no shampoo.

Animais que dormem com os seus tutores e passam a maior parte do tempo dentro de casa, podem tomar banhos com frequência (às vezes até um banho semanal), mas a escolha do produto é extremamente importante. Shampoos hidratantes e hipoalergênicos, por exemplo, podem ser utilizados de forma frequente de acordo com a indicação do médico veterinário. Animais que vivem a parte externa da casa, podem ser banhados a cada mês, ou até em períodos mais longos sem prejudicar a saúde do seu pet.

Algumas substâncias nunca devem ser utilizadas, como sabão em barra ou detergentes, pois estes podem retirar a barreira protetora, alterar o pH da pele, deixando os animais mais expostos a doenças cutâneas. Portanto a frequência ideal deve levar em consideração o tipo de pelo, a raça, o ambiente em que o animal vive, seus hábitos e principalmente o estado de saúde da pele do seu pet.

O médico veterinário, Dr. Guilherme de Caro Martins, possui mestrado e doutorado em Ciência Animal, além de pós-graduação e especialização em Dermatologia Veterinária. É membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia Veterinária (SBDV).

Para consultas e informações, entre em contato: (31) 2510-6797.

Leia mais!

Teste alérgico: quando fazer e para qual finalidade?

Os testes alérgicos estão ganhando espaço na conduta terapêutica dos cães com dermatite atópica pelos profissionais que trabalham com dermatologia.

Dermatologia Veterinária : Doenças comuns em Pets
A Dermatologia Veterinária em Pets é importante área para prevenir e tratar doenças comuns encontradas em cães e gatos, como alergias, fungos, sarnas, entre outros.

Deixar uma resposta

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.