Dermatites caninas: dermatológico ou endócrino?

Dermatites caninas: dermatológico ou endócrino?

Dermatites caninas: Desmitificando o conceito!

Muito se ouve dentro do consultório, principalmente de dermatologia, a frase: “Doutor(a), o meu pet está com dermatite”. Vamos desmistificar um pouco esse termo, e dizer exatamente o seu significado.

Dermatite é uma palavra muito ampla e genérica, que representa qualquer inflamação que ocorre na pele e pode ter diversas origens: parasitárias, fúngicas, bacterianas, alérgicas, auto-imunes, endócrinas, etc.

Portanto, costumamos dizer que as “dermatites” tem que vir com sobrenome, para conseguirmos discutir com maior propriedade, qual o problema real daquele pet. O tratamento da “dermatite” não pode ser realizado de forma correta, se essa dermatite for esclarecida, quanto à sua causa.

Meu cão está perdendo pelo, o que pode ser?

A perda de pelo é uma queixa constante dos tutores e pode estar associado à diversos fatores. O primeiro ponto a ressaltar é que, de acordo com o ciclo de crescimento dos pelos, é provável que tenha a impressão de maior queda em animais de pelo curto. Isso ocorre pelo ciclo rápido de crescimento e quando não está associado à falhas pelo corpo, ou seja, é algo fisiológico/normal para aquele animal.

Dermatites caninas: dermatológico ou endócrino?

Se houver falhas pelo corpo, seja ela qual for, pode ser um sinal de doença, tanto de fundo infeccioso, alérgico, como também de fundo hormonal. As doenças alérgicas e infecciosas cursam também com coceira e, muitas vezes, inflamação na pele.

Nas afecções endócrinas, a alopecia (queda dos pelos) normalmente acontece de forma simétrica, nos dois lados do corpo do animal e não está associada à coceira, na maioria das vezes. Doenças hormonais que apresentam queda de pelo mais frequentemente são o hipotireoidiamo e o hiperadrenocorticismo. Na primeira, é frequente a queda de pelo ser completa na cauda do cão, característica conhecida como “cauda de rato”. Em ambos os casos, a alopecia tem como causa a falha na renovação da pele e do pelo, que são estimuladas pela concentração adequada dos hormônios envolvidos nessas doenças.

Se o seu animal apresenta queda dos pelos, procure um veterinário e saiba qual o especialista procurar. Transformar a famosa “dermatite” em uma doença palpável (a partir do diagnóstico correto), é fundamental para direcionar para o correto tratamento, que vai trazer alívio, conforto e quando possível, curar o pet.

O Centrovet conta com equipe multidisciplinar para melhor comodidade e precisão no diagnóstico e tratamento do seu pet. Dra. Marina Madeira é especializada em Endocrinologia, e é responsável pelo atendimento de doenças endógenas e metabólicas. Dr. Guilherme de Caro Martins possui especialização e pós-graduação em Dermatologia, além de mestrado e doutorado em Ciência Animal, e faz atendimento de doenças de pele em cães e gatos.

Entre em contato!

Deixar uma resposta

Your email address will not be published.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.