Proteinúria em Cães e Gatos

A Proteinúria em Cães e Gatos corresponde à presença de proteína na urina em quantidade acima do normal. A presença excessiva de proteínas na urina pode ser fisiológica ou patológica. No primeiro caso, a proteinúria é transitória, no segundo, a proteinúria é persistente.

As causas da condição transitória não são completamente elucidadas, sabe-se por exemplo, que condições estressantes ou de exercício físico mais intenso, podem causar proteinúria. Porém, nesses casos não existe nenhum tipo de lesão renal associada, portanto, é uma proteinúria que não preocupa, é fisiológica.

Já nos casos patológicos e persistentes, quando a origem da proteinúria é realmente renal, em decorrência de alterações ou lesões glomerulares e/ou tubulares, deve haver preocupação por parte do veterinário e dos tutores, pois essa condição pode gerar prejuízos para os rins e para todo o organismo também.

É sabido que várias doenças estão envolvidas como causas de proteinúria patológica, por exemplo: hiperadrenocorticismo, neoplasias, doença periodontal, hipertensão arterial sistêmica, diabetes mellitus, hemoparasitoses, leishmaniose visceral canina, doenças autoimunes, dentre outras.

Quando existe essa doença de base causando a proteinúria, é essencial que ela seja adequadamente identificada e controlada, pois sem isso, a proteinúria continuará ocorrendo e consequentemente perpetuando as lesões renais.

Proteinúria em Cães e Gatos: diagnóstico

A abordagem terapêutica vai sempre depender da causa da proteinúria. Também, é possível diferenciar se a origem é glomerular ou tubular, mas os métodos usados ainda não são realizados com facilidade e rotineiramente, o que demanda que o veterinário tente estimar essa origem baseando-se no histórico do paciente (olhando principalmente para comorbidades que estão ocorrendo) e também na intensidade da proteinúria. Sugere-se que a proteinúria mais intensa, tenha origem em disfunções glomerulares.

É importante lembrar que existe a proteinúria pós renal. Essa condição não é preocupante, já que a presença da proteína na urina não está tendo origem em uma disfunção ou lesão renal. Quando existe um processo inflamatório no trato urinário abaixo dos rins (ureteres, bexiga e uretra), é esperado que haja uma grande quantidade de células inflamatórias na urina. Estas células inflamatórias são constituídas de proteínas, logo vai existir proteinúria, porém, de origem pós-renal. Nesse caso, basta tratar a causa da inflamação e a proteinúria pós renal vai deixar de existir.

São exemplos de causas de proteinúria pós renal: Infecção do Trato Urinário, Urolitíase, Neoplasias, dentre outros.

Em resumo, fica cada vez mais evidente que os exames de urina são muito importantes, não só na avaliação do sistema urinário, mas na saúde geral dos pets. Na medicina veterinária, infelizmente, os exames de urina ainda são pouco feitos, isso precisa ser mudado para o bem dos pacientes.

No Centrovet, temos as especialidades de nefrologia e urologia de cães e gatos, sob responsabilidade do Dr. Gabriel Rabelo.

Para agendamentos e informações:
☎️ (31) 2510-6797 | (31) 3324-3362
📱 WhatsApp: (31) 9 8475-7033
📍 Rua Raul Mendes, 42 – Floresta
🚗 Estacionamento próprio e gratuito para clientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *